O teletrabalho ou smart working pode trazer enormes oportunidades para as equipas e para as empresas, mas tem os seus desafios e os primeiros a senti-los são muitas vezes os managers.

Gerir colaboradores em smart working pode ser desafiante em si por ser um conceito relativamente recente – da perspectiva do consenso geral – no mundo do trabalho em Portugal. Alguns dos conselhos para manter a eficiência das equipas são:

 

Marque reuniões regulares

Smart working implica flexibilidade dos colaboradores. Uma flexibilidade não só de localização, mas também de horários. Criar o hábito de fixar reuniões periódicas – ainda assim apenas quando são necessárias – permite certificar-se que estão todos a par da situação dos projetos e garantir que estão a trabalhar na mesma direção para alcançar os mesmos objetivos.

 

Confie nos seus colaboradores, mas responsabilize-os

Não estar em constante contacto com os membros da sua equipa significa inevitavelmente que vai supervisionar menos o andamento em tempo real do projeto – apesar de todas as ferramentas de comunicação e de colaboração. Confie nos seus colaboradores para alcançarem os objetivos propostos, nos tempos planeados, mas saiba que cada pessoa tem os seus tempos de trabalho e, do momento em que os prazos são cumpridos com a qualidade e eficiência de trabalho, o seu projeto está garantido. No caso em que isso não acontecer, responsabilize os seus colaboradores: smart working implica uma maior responsabilidade de auto-gestão.

 

Comunique com maior eficiência

Os canais de comunicação e a própria forma de comunicação ganha uma importância maior em equipas remotas. É fundamental que os canais sejam fiáveis e que tenham os requisitos necessários para que a sua equipa possa colaborar sem prejudicar a performance. Existem ferramentas de colaboração que ganharam o seu lugar como ferramentas de primeira necessidade em empresas de enorme dimensão e com uma tendência de trabalho remoto crescente como a Google e a Microsoft. São por exemplo o Slack, Asana, ou Monday.

 

Alimente o espírito de equipa

Nas equipas remotas, com elementos em smart working, é importante manter o espírito de equipa, porque as pessoas não se veem diariamente, nem têm a oportunidade de trocar ideias casuais no ambiente de escritório. Marque encontros e team buildings enriquecedores onde deixa o trabalho de fora, é importante as pessoas criarem uma ligação entre elas.

 

As oportunidades do smart working serão porventura superiores aos seus desafios e muitas empresas apercebem-se que é uma oportunidade não só de aligeirar as estruturas físicas, mantendo a eficiência de colaboração graças às novas tecnologias, mas também de atrair talentos. Apesar da prática estar em franco crescimento em Portugal ainda existem muitas melhorias que poderão ser introduzidas ao conceito – por exemplo do ponto de vista legal – para garantir um verdadeiro win-win entre empresas e colaboradores.